Brasil

Site dá dicas para consumidores não caírem em golpes na “Black Friday”

Com a chegada do evento norte-americano “Black Friday”, que também ganhou notoriedade nas lojas do Brasil nesta sexta-feira, 24, com promoções e descontos, o site “Olhar Digital” preparou cinco dicas aos consumidores para que eles não caiam em golpes nessas compras.

1. Confira se ela consta na lista do Procon

Se você viu uma promoção muito atraente de uma loja cujo nome você nunca ouviu falar, a primeira atitude é pesquisar se este nome não está na lista de empresas a serem evitadas na Black Friday, organizada pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).

2. Veja o que dizem sobre ela no ‘Reclame Aqui’

Um dos serviços de apoio ao consumidor mais famoso do Brasil, o ‘Reclame Aqui’ é uma central de referência. Se a tal loja não consta no cadastro do ‘Reclame Aqui’, é bom ficar alerta, porque pode ser que ela sequer exista de verdade.

3. Verifique a criptografia do site

É bom tomar cuidado com páginas falsas criadas apenas para desviar os seus dados pessoais em golpes conhecidos como “phishing”. Uma boa dica é prestar atenção na barra de endereços do navegador. Se lá houver o ícone de um cadeado fechado, é sinal que esta página é HTTPS e ela protege seus dados com criptografia, o que garante um nível mínimo de segurança.

4. Compare preços

Compare preços de produtos em lugares diferentes. Confira também se os descontos são reais.

5. Procure entrar em contato

Em último caso, você pode ainda tentar entrar em contato com a loja por um e-mail ou telefone. Segundo o Código de Defesa do Consumidor, toda loja virtual é obrigada a disponibilizar em um local de fácil visualização na página todos os seus dados, tais como o CNPJ da empresa (ou CPF em caso de pessoa física), endereço e outros dados.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O