Política

PDT suspende Tabata Amaral e mais sete por voto a favor da Previdência

A deputada federal Tabata Amaral e outros parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência foram suspensos pelo PDT, conformo anunciou o presidente do partido, Carlos Lupi. De acordo com o político, a sanção impede que eles “falem em nome” ou usem a estrutura da sigla. As informações são do portal UOL.

A decisão foi tomada em encontro, nesta quarta-feira (17/07/2019), entre Lupi e integrantes da Executiva Nacional, da Comissão de Ética e de movimentos sociais. Com isso, o líder do partido na Câmara, André Figueiredo (CE), receberá a orientação para retirá-los das comissões da Casa.

O processo deve durar entre 45 e 60 dias. Durante esse tempo, os parlamentares terão a chance de se explicar. Por fim, o partido decidirá pela expulsão ou não dos deputados.

A reunião desta quarta-feira não contou com a presença de Tabata ou dos outros deputados envolvidos nos processos. O vice-presidente do PDT, Ciro Gomes, também não pode participar.

Além de Tabata, são alvo de processo disciplinar: Alex Santana (BA), Subtenente Gonzaga (MG), Silvia Cristina (RO), Marlon Santos (RS), Jesus Sérgio (AC), Gil Cutrim (MA) e Flávio Nogueira (PI).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O