Política

Parte 2: Manoel Jr. rebate insinuação de crime feita por Ciro Gomes: “Talvez ele não passe em teste antidoping”

Após ser alvo de insinuações referentes a crimes e ser posto como integrante de quadrilha do PMDB por parte de Ciro Gomes (PDT), durante entrevista coletiva à imprensa da Paraíba na manhã desta segunda-feira (18), foi a vez do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PMDB), rebater as declarações. Inicialmente, durante entrevista a uma rádio da Capital, o peemedebista pediu desculpas à Paraíba pelo caso, e se solidarizou com a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) e o deputado federal Damião Feliciano (PDT) estarem recebendo “uma figura dessa qualidade”.

“Primeiro dizer a vocês que já tenho um processo, em muitos que ele tem, responde a mais de 500 processos na Justiça do Brasil. Na última audiência que tivemos em Brasilia, o juiz para sentenciá-lo, e mais uma vez não apareceu, diante da covardia que lhe é peculiar. Mas o problema desse cidadão, é um problema psiquiátrico. Talvez ele não passe em um teste antidoping, estou a disposição não só na Paraíba, no Brasil e no mundo para fazer, talvez ele não consiga assim fazê-lo”, afirmou Manoel Júnior.

Conforme o vice-prefeito pessoense, ele vai recolher gravações da declaração de Ciro, fazer a degravação, e entrar na Justiça com um processo judicial contra o pedetista, a quem chama de “cidadão que não tem a mínima dignidade de se expressar em nenhuma parte do país”.

Ainda de acordo com Manoel Júnior, Ciro Gomes não merece o cumprimento de um brasileiro decente.

“Esse cidadão vai tomar mais um processo nas costas, porque é um desequilibrado, e só um psiquiatra de altíssima qualidade é que poderia tratá-lo”, disse o peemedebista.

 

 

 

 

 

 

Blog do Gordinho

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O