Brasil

Nova modalidade tarifária de energia estará disponível a partir de 2018

Para 2018, os consumidores terão mais uma modalidade tarifária, que deve beneficiar pessoas com média mensal superior a 500 kWh e para novas ligações que se encaixem no perfil. A tarifa branca, válida a partir do dia 1º de janeiro, sinaliza aos consumidores a variação do valor da energia conforme o dia e o horário do consumo. A tarifa deve contemplar unidades consumidoras que são atendidas em baixa tensão, como residências e pequenos comércios, por exemplo.

Com a tarifa branca, o consumidor passa a ter a possibilidade de pagar valores diferentes em função da hora e do dia da semana em que consome a energia elétrica. Se a energia for consumida nos períodos de menor demanda, manhã, início da tarde e madrugada, por exemplo, a opção pela tarifa branca oferece a oportunidade de reduzir o valor pago pela energia consumida. Nos dias úteis, a tarifa branca tem três valores: ponta, intermediário e fora de ponta. Esses períodos são estabelecidos pela ANEEL e são diferentes para cada distribuidora.

É importante que o consumidor, antes de optar pela tarifa branca, conheça seu perfil de consumo. Quanto mais o consumidor deslocar seu consumo para o período fora de ponta, maiores são os benefícios desta modalidade.

Segundo a ANEEL, no próximo ano, todas as distribuidoras do País deverão atender aos pedidos de adesão à tarifa branca das novas ligações e dos consumidores com média mensal superior a 500 kWh. Em 2019, a previsão é atendar também unidades com consumo médio superior a 250 kWh/mês e, em 2020, a tarifa se estenda para os consumidores de baixa tensão, qualquer que seja o consumo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O