Corrupção

MP investiga áudios com suposta negociação de licitação na Paraiba

O procurador-geral do Ministério Público da Paraíba, Francisco Seráphico, informou que vai investigar sob a ótica criminal áudios divulgados nesta sexta-feira (8) contendo uma suposta negociação de licitação para a Secretaria de Saúde da Paraíba.

“Os fatos serão analisados dentro da investigação da Operação Calvário, para se aferir a pertinência ou não com o seu objeto”, afirmou o procurador.

Em um dos áudios, seria possível ouvir o ex-secretário de Saúde, Waldson Souza, o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, e um empresário não identificado. Eles estariam combinando como seria o procedimento para que a empresa em questão seja a ganhadora de uma licitação na área de saúde.

Empresário – E aí… caso houver a licitação, assim, que vai haver, né!

Waldson – Vai haver…

Empresário – E aí, como seriam as formas?

Waldson – Não, aí você tem que tá com tudo, certidão negativa.

Empresário – Não isso aí não, isso eu tô tranquilo. Mas se aparecer mais gente, tal.

Waldson – Vai aparecer…

Empresário – Vai!

Waldson – Pra enterrar, inclusive, entendeu?

Empresário – Entendi.

Waldson – Aí nós temos que ter… É isso que eu vou verificar, nós temos que ter coisas nesse projeto básico que não permitam, entendeu, muita flexibilidade.

Empresário – É… nós temos essa parte de, do sistema que vai ser instalado, pro controle disso tudo. Esse teu inclusive é um pessoal já daqui que conhece bem e ele é que desqualifica quando não tá…

Waldson – Essa é uma exceção que vai chamar muita atenção, viu Gilberto.

Gilberto – Vai…

Waldson – Vai! Porque as empresas vão brigar muito. Primeiro vão ficar puto porque vão perder o mercado, depois vão começar a questionar como é que vai ter um, vai ter que questionar a patente das marcas, vão colocar as exclusividades de recurso… Pode ter certeza.

Em outro trecho dos áudios, o secretário Waldson Souza supostamente afirma que o contrato será superfaturado. Eles também combinam como o esquema deve fluir para não vazar e falam em evitar o uso de emails.

Waldson – Agora, Gilberto, isso aqui é o seguinte: eu vou apresentar esse projeto básico… Esse projeto vai depender de você digitar também.

Empresário – Tá.

Gilberto – Hum…

Waldson – Porque eu vou botar ele no padrão da secretaria…

Empresário – Vou passar tudo pra você digitar…

Waldson – Porque isso aqui é meu, certo, é o termo de referência.

Gilberto – Cuidado com essa história de email. Talvez seja melhor entregar num pendrive.

Empresário – Certo…

Gilberto – Esse negócio de circular no email, não é bom não!

Empresário – É… é verdade!

Waldson – E isso aqui é uma planilha nossa que eu vou… papel timbrado, tal, e adequá-la pra a nossa realidade com um valor maior, certo, porque isso aqui é minha estimativa de custo pra o projeto desse porte.

O procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro informou que está tranquilo, mas que só vai se pronunciar sobre os áudios posteriormente. O secretário de Planejamento Waldson Souza não atendeu às ligações e não respondeu às mensagens da reportagem.

O governador João Azevêdo afirmou que não tomou conhecimento dos áudios. “Eu acho que é preciso se ter muita cautela quando se faz julgamento e pré-julgamento”, disse.

G1

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O