Educação/Cultura

Ministério Público irá ajuizar ação civil pública de abusividade da greve na UEPB

UEPBO Ministério Público da Paraíba (MPPB) vai ajuizar ação civil pública originária declaratória, com pedido de liminar, de abusividade da greve dos servidores e docentes da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que já dura mais de 240 dias. A ação responsabiliza os representantes classistas (Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba – AduePB – e Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior da Paraíba – SintesPB).

A UEPB encontra-se com suas atividades paralisadas, por tempo indeterminado em virtude da greve deflagrada pelos professores e servidores da instituição. “São atividades essenciais de educação e ensino, bem como de serviços prestados pela universidade de interesse da comunidade”, ressalta o procurador-geral de Justiça do MPPB, Bertrand de Araújo Asfora, informando que a ação deverá ser ajuizada nesta terça-feira (17). “A sociedade e os estudantes não podem ser penalizados”.

O movimento paredista já interrompeu o funcionamento de todos os cursos da UEPB. “Isso vem ocasionar sensível prejuízo a todos os alunos da instituição, cumprindo ao Poder Judiciário determinar o retorno dos professores e servidores ao trabalho, sob pena de multa”, afirma o procurador-geral de Justiça.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O