Mundial de Surfe

Medina avança

Gabriel Medina avança ao round 4 em Jeffreys Bay; Adriano de Souza, Caio Ibelli, Jadson André e Italo Ferreira são eliminados.

Com uma ótima atuação na terceira fase, o brasileiro Gabriel Medina seguiu adiante no Corona Open J-Bay, etapa do Championship Tour que acontece em Jeffreys Bay, África do Sul.

Em excelentes ondas, Medina arrancou notas 8.00 e 7.83 para superar o australiano Bede Durbidge, autor de 6.67 e 5.90.

Antes, o Brasil havia perdido Adriano de Souza, seu melhor representante no ranking da temporada.

Adriano foi barrado pelo francês Joan Dudu, que descolou 7.67 e 7.83 nas duas primeiras ondas, contra 6.83 e 7.57 do brasileiro.

Na quinta bateria do dia, Caio Ibelli caiu diante do australiano Mick Fanning, defensor do título da prova. Fanning começou com 7.77 e carimbou a liderança com 6.47, enquanto o brasileiro obteve 6.50 e 6.17.

Em seguida, Jadson André encontrou um inspirado John John Florence pela frente e também deu adeus ao evento. Com 9.17 e 9.10, dando-se ao luxo de descartar 7.67 e 7.33, o havaiano deixou o adversário precisando de uma combinação de notas no total de 18.28 pontos. Em suas duas melhores ondas, Jadson somou apenas 4.67 e 5.27.

Se a atuação de Florence levantou a plateia, a do sul-africano Jordy Smith deixou todos boquiabertos. Totalmente à vontade e contando com o apoio da torcida, Smith arrancou duas notas 10, registrando um somatório perfeito em J-Bay. Suas piores notas foram 6.50, 8.50 e 8.60.

Apesar da boa atuação, com 7.67 e 8.50 nas duas melhores ondas, o italiano Leonardo Fioravanti nada pôde fazer para deter o sul-africano.

Como já havia sido divulgado, o confronto seguinte não foi precisou ser disputado, já que o 11 vezes campeão mundial Kelly Slater sofreu duas fraturas no pé durante um treino na última segunda-feira. Com isso, o brasileiro Filipe Toledo seguiu direto à quarta fase.

O próximo brazuca a entrar em ação foi Italo Ferreira, escalado no penúltimo duelo do dia, contra o taitiano Michel Bourez. Italo fez uma boa bateria e chegou a liderar durante boa parte do tempo, mas levou a virada de Bourez. Na última onda, o brasileiro buscava 8.73 e fez 8.07, totalizando 16.07 pontos, contra 16.73 do taitiano.

Ao término da terceira fase, a World Surf League promove o round seguinte. Na primeira bateria, Gabriel Medina trava um duelo de goofies com Joan Duru e Owen Wright. Em seguida, o português Frederico Morais desafia John John Florence e Mick Fanning.

A terceira bateria será composta pelos únicos atletas que conseguiram nota 10 no campeonato – o brasileiro Filipe Toledo, o sul-africano Jordy Smith e o australiano Julian Wilson.

Encerrando o round 4, Conner Coffin e Michel Bourez aguardam o vencedor do duelo entre Matt Wilkinson e Jack Freestone.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O