Brasileirão Série A

Hexa ou Hepta? Como blogueiros consideram possível título do Flamengo

A CBF ainda não sabe como se referir ao possível – e cada vez mais próximo – título do Flamengo no Campeonato Brasileiro de 2019. O impasse ocorre por conta da disputa de 1987, conforme adiantou a coluna De Primeira na manhã de hoje (19).

De acordo com decisão final do Superior Tribunal Federal (STF), de março de 2018, o Sport (PE) foi o único vencedor do Brasileiro daquele ano. Na visão fria e jurídica da entidade, a ordem da maior instância da Justiça do país deveria ser seguida, o que significaria chamar o Rubro-negro carioca de hexacampeão em caso de confirmação do título desta temporada – se somando às conquistas de 1980, 1982, 1983, 1992 e 2009.

Uma ala considerável da confederação, no entanto, entende que time da Gávea deve ser considerado heptacampeão.

E você, o que pensa?

Convocamos os blogueiros do UOL Esporte a opinar sobre o tema. Confira:

ANDRÉ ROCHA

Flamengo será hexa oficialmente. E campeão da Copa União de 1987, principal competição nacional daquele ano.

Clube e torcida deveriam valorizar mais a conquista de 32 anos atrás, a última de Zico, Leandro e Andrade com a camisa rubro-negra.

Mas fica mendigando reconhecimento da CBF, a mesma instituição que à época admitiu ser incompetente para organizar um Brasileiro e que até hoje tem legitimidade bastante questionável para julgar qualquer coisa.

ANDREI KAMPFF

Considerar é estado de espírito. Nós não somos obrigados a concordar com tudo que é regra, lei. Temos que cumprir -e se estivermos dispostos -, ou batalhar para mudar. O regulamento do campeonato falava em confronto entre os módulos. Os clubes (Inter e Flamengo) aceitaram. Depois, decidiram não jogar, perderam o título. (Poderia ser o começo de uma revolução no futebol brasileiro com o fortalecimento da liga, mas não foi). Pela regra, pelo direito, Sport é campeão. CBF tem que cumprir o que a justiça determina. É hexa. De espírito, de alma, torcedor pode comemorar a sétima conquista.

BENJA

Não tenho dúvida alguma que será hepta! Zé Carlos, Jorginho, Leandro, Edinho e Leonardo; Andrade, Ailton e Zico; Renato Gaúcho, Bebeto e Zinho. Esse time não foi campeão brasileiro???

JUCA KFOURI

Hepta sem nenhuma dúvida!

MENON

Pode-se analisar a questão sobre dois aspectos: legal e moral. Em ambos, será hexa. Legalmente, já foi decidido até pelo Supremo. Moralmente falando, que valor pode ter um campeonato que não permitiu a presença do último vicecampeão? O Guarani, derrotado pelo São Paulo, na final de 86, não disputou a Copa União. O Flamengo teve a oportunidade de superar a injustiça, mas recusou-se a enfrentar o Sport. Então, será hexa.

PERRONE

A saída é usar o asterisco. Se o Flamengo vencer o Brasileirão, será heptacampeão.*

* Na conta está o título da Copa União de 1987 conquistado pelo Flamengo e que teve status de Campeonato Brasileiro na opinião deste blogueiro, mas que não é assim reconhecido pela Justiça.

PVC

Heptacampeão.

Uma lástima não conseguirmos contar nossa história. Não houve consenso sobre a disputa da Copa União em 1987 e os clubes definiram que não disputariam o cruzamento de módulos verde e amarelo. O Sport venceu o módulo amarelo empatado com o Guarani e depois ganhou a decisão do cruzamento contra o Guarani, após entrar em campo, esperar pelos adversários Flamengo e Inter e vencer as partidas por W.O. Por outro lado, no dia 13 de dezembro de 1987, o Brasil inteiro acompanhou a final do Brasileiro, entre Flamengo e Internacional. Os dois são campeões. O Flamengo, campeão legítimo. O Sport, campeão pela lei.

Se este fosse o único caso da história do futebol brasileiro, seria absurdo dividir o título. Mas não é. O Fluminense e o Botafogo disputam há 115 anos o troféu do Carioca de 1907. Aprendi que os dois foram campeões. Houve duas ligas e dois campeões cariocas em 1924, 1933, 1934, 1935, 1936. O clássico Vasco x América é conhecido como Clássico da Paz, porque abriu o campeonato de 1937, o primeiro depois de cinco anos com apenas uma liga. Houve duas ligas em São Paulo também, por exemplo em 1935 e 1936. Santos e Portuguesa são campeões de 1973. O Palmeiras, depois da unificação, é campeão brasileiro duas vezes em 1967, por Taça Brasil e Robertão, e o Flamengo é tricampeão em dois anos, 1978, 1979 e 1979 Especial.

Os dois são campeões e o Flamengo será hepta.

Sempre fui contra a unificação dos títulos brasileiros. Perdi. A CBF unificou. A gente pode julgar que a história deveria ser contada de outro jeito, mas precisamos saber contar a nossa história. É preciso contar de um jeito só e fazer as devidas ponderações na argumentação eventual.

RENATO MAURÍCIO PRADO

Hepta. Sem discussão.

 

 

uol – foto: Abr/lamengo

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O