"Isso pode Arnaldo?"

Governadores do Nordeste pouco falam ou fazem sobre o desastre nas praias

É vergonhoso do silêncio dos governadores nordestinos em relação ao desastre ambiental que emporcalha de petróleo quase duas centenas de praias na região. Eles mal conseguem balbuciar lamentações pela sujeira.

Quase todos lula-dependentes sob o ponto de vista eleitoral, parecem com medo de eventual prova de que o ditador venezuelano Nicolás Maduro, aliado de Lula, tenha alguma coisa a ver com isso.

Os governadores parecem aguardar um pretexto para culpar o governo federal. O silêncio é sinal de negligência com os próprios cidadãos.

Críticos apressados das “queimadas”, o francês Emmanuel Macron e o Papa Francisco fazem ouvidos moucos sobre o petróleo derramado.

Após temporada no exterior, o governador baiano Rui Costa (PT) põe a culpa em outro lugar: “É inadmissível o silêncio do governo federal”.

 

 

 

claudio humberto

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O