ALPB

Gervásio rejeita nome do pai dado ao novo Centro Administrativo da ALPB

O presidente da Assembleia Legislativa, Gervásio Maia (PMDB), rejeitou a homenagem prestada a seu pai pelos deputados, que denominaram de Gervásio Bonavides Mariz Maia, o novo Centro Administrativo do Poder Legislativo a ser inaugurado na próxima quarta-feira (9), no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa.

O Projeto de Resolução 191/2017, de autoria do deputado Tião Gomes, foi apresentado na sessão de ontem e aprovado por unanimidade.

Conforme o presidente, o pai dele fez várias mudanças, mas nunca quis ficar ser evidenciado nas placas inaugurativas do Poder Legislativo.

“Eu sei que não é fácil para os colegas que votaram por unanimidade, não é fácil para o deputado Tião, que teve uma amizade com o meu pai, mas com certeza o sentimento do meu  pai seria de não aprovar que eu assinasse a promulgação do documento”, explicou.

O deputado pediu ainda que seus pares compreendessem o seu ponto de vista e que era muito grato, assim como a sua família, que se sentiu homenageada, mas iria declinar de assinar a resolução.

“O nome do prédio não pode ser mudado. Eu não concordo e acho que não vai combinar com a belíssima arquitetura, que tem uma simbologia muito forte e me causaria um desconforto muito profundo. Acho que tem que continuar como Paraíba Palace”, ressaltou.

Os deputados presentes à sessão, a exemplo de Renato Gadelha (PSC), Raniery Paulino (PMDB), do líder do governo, Harvázio Bezerra (PSB), e João Henrique (DEM) tentaram dissuadir o presidente da decisão de não assinar a homenagem proposta pelo Legislativo.

O autor da propositura, Tião Gomes (PSL), disse que iria respeitar a decisão de Gervásio Maia, mas estava triste com a decisão.

“Eu sinto muito porque eu queria homenagear o meu amigo e ao mesmo tempo sinto em tê-lo colocado em uma situação difícil. A grandeza que Vossa Excelência está dando hoje, nesse Plenário, não é surpresa pra mim, porque seu pai faria do mesmo jeito. Mas a questão que nos levou a homenageá-lo é porque foi político que tratava a todos igualitariamente e que fez muito pelo Parlamento paraibano”, argumentou.

 

 

Paraiba Online

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O