Brasileirão Série A

Flamengo aproveita revezamento para dar rodagem a mais jovens do elenco

No badalado elenco do Flamengo versão 2019 também há espaço para os garotos da base. Neste domingo, contra a Chapecoense às 11h (de Brasília) no Maracanã, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, mais uma vez o time alternativo rubro-negro, recheado de pratas da casa, vai a campo. E defendendo uma invencibilidade que já dura seis jogos na temporada.

Dos jogadores de 18 a 22 anos do clube, quase todos já entraram em campo em 2019. A exceção é o goleiro Thiago, que voltou de empréstimo do Atlético-GO e ainda não foi utilizado. Nomes como o zagueiro Dantas; os volantes Hugo Moura e Ronaldo; e os atacantes Lucas Silva e Vitor Gabriel já jogaram mais em 2019 do que nas temporadas passadas.

Outros como o zagueiro Rafael Santos, o volante Vinícius e o atacante Bill aproveitaram a brecha para estrearem no profissional. Mais “experientes” entre os jovens em relação a número de jogos, Thuler e Lincoln poderão até superar 2018, temporada em que mais foram escalados até agora. Defensor e centroavante só não têm mais partidas no ano porque estavam na seleção de base.

Thuler, Hugo Moura e Lucas Silva vão ganhando espaços no time alternativo de Abel — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Thuler, Hugo Moura e Lucas Silva vão ganhando espaços no time alternativo de Abel — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Com o revezamento de Abel Braga no time, de olho na Libertadores e Copa do Brasil, o Flamengo está aproveitando para dar maior rodagem aos mais jovens do elenco. Foi assim no Carioca, e o roteiro se repete neste início de Série A. Vice-presidente de futebol rubro-negro, Marcos Braz garantiu não estar abrindo mão do Brasileiro, mas defendeu o rodízio pelo “bom senso”:

– Não é só questão de priorizar, você precisa manter um nível de concentração altíssimo. A gente não vai jogar contra qualquer equipe na quarta-feira, vai jogar contra o Corinthians fora de casa, e jogamos o final dessa partida (contra o Peñarol) com 10. Não há nada mais do que natural colocar os reservas, fazer uma mescla, para o jogo de domingo. A gente gosta do Brasileirão, para o Flamengo é importantíssimo ter esse título, mas você tem que ter o bom senso também nessas horas de decisão. O bom senso vai ser feito, mesmo que tenha pressão.

Veja abaixo a evolução de jogos dos garotos:

  • Lincoln (18 anos): 31 jogos
    – 2019: 4 jogos (1 como titular)
    – 2018: 23 jogos (5 como titular)
    – 2017: 4 jogos (0 como titular)
  • Ronaldo (22 anos): 26 jogos
    – 2019: 12 jogos (8 como titular)
    – 2018: 4 jogos (4 como titular)
    – 2017: 6 jogos (2 como titular)
    – 2016: 2 jogos (0 como titular)
    – 2015: 2 jogos (0 como titular)
  • Thiago (20 anos): 20 jogos
    – 2019: 0 jogos (0 como titular)
    – 2018: 0 jogos (0 como titular)
    – 2017: 20 jogos (18 como titular)
  • Thuler (20 anos): 18 jogos
    – 2019: 4 jogos (4 como titular)
    – 2018: 13 jogos (10 como titular)
    – 2017: 1 jogos (0 como titular)
  • Vitor Gabriel (19 anos): 10 jogos
    – 2019: 8 jogos (3 como titular)
    – 2018: 2 jogos (0 como titular)
  • Lucas Silva (21 anos): 10 jogos
    2019: 8 jogos (2 como titular)
    2018: 2 jogos (2 como titular)
  • Hugo Moura (21 anos): 7 jogos
    2019: 6 jogos (5 como titular)
    2018: 1 jogo (0 como titular)
  • Klebinho (20 anos): 7 jogos
    – 2019: 2 jogos (0 como titular)
    – 2018: 4 jogos (2 como titular)
    – 2017: 1 jogo (1 como titular)
  • Dantas (20 anos): 4 jogos
    – 2019: 3 jogos (2 como titular)
    – 2018: 1 jogo (0 como titular)
  • Gabriel Batista (20 anos): 4 jogos
    – 2019: 1 jogo (1 como titular)
    – 2018: 3 jogos (3 como titular)
  • Rafael Santos (21 anos): 1 jogo
    – 2019: 1 jogo (0 como titular)
  • Bill (20 anos): 1 jogo
    – 2019: 1 jogo (0 como titular)
  • Vinícius (19 anos): 1 jogos
    – 2019: 1 jogo (0 como titular)

 

 

G1

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O