Corrida Presidencial

‘Eu e Haddad estamos prontos para vencer eleição em qualquer cenário’, diz Manuela

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) e a deputada gaúcha Manuela d’Ávila (PCdoB) afirmaram, em coletiva de imprensa nesta terça-feira, que estão prontos para andar pelo país e defender as ideias do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Lava-Jato.

Com a possibilidade de a candidatura de Lula ser impedida pela Justiça Eleitoral, Manuela afirmou que Haddad e ela estão preparados para ganhar as eleições em qualquer cenário. O ex-prefeito, por sua vez, disse que a substituição de Lula será discutia em “momento adequado”. Ao falar sobre um comentário do ex-presidente Lula, de que ele estaria em “estágio probatório”, Haddad afirmou ter recebido “nota dez” no primeiro dia como vice.

“Ocuparemos a vaga de vice em qualquer um dos cenários. Eu torço para que eu tome posse como vice-presidente com Luiz Inácio Lula da Silva, mas eu e o Haddad estamos prontos para vencer a eleição em qualquer cenário”, disse Manuela. “Na vida real, quem vai tirar o Temer do Jaburu sou eu”, declarou, em referência à residência oficial da vice-presidência em Brasília.

Questionado após a coletiva de imprensa, o coordenador da campanha presidencial do PT, José Sergio Gabrielli, também admitiu a possibilidade de o nome de Lula não estar nas urnas. “Possibilidade existe, mas vamos lutar até o fim para que Lula seja o candidato. Lula é o candidato. Ele Haddad é candidato a vice”, declarou.

O PT pretende registrar, no dia 15 de agosto, o ex-presidente Lula como candidato e Fernando Haddad como vice no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme acordo com o PCdoB, Haddad será substituído por Manuela na vaga quando a Justiça Eleitoral decidir sobre a condição do ex-presidente. A deputada gaúcha justificou o acordo ao falar que é justo que o representante de Lula, neste momento, na campanha seja alguém do PT. Tanto Manuela como Haddad declararam que não fizeram questão de estar na chapa para que a aliança entre os dois partidos fosse possível.

Ao comentar a declaração de Lula através da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, que afirmou que Haddad está em “estágio probatório”, Haddad brincou: “A Gleisi já me deu nota dez no primeiro dia de estágio.” O ex-prefeito, no entanto, evitou admitir que pode ser o candidato efetivo. “Em relação ao que está acontecendo e, no momento adequado, vamos tomar uma decisão”, reforçou Haddad, dizendo que estenderá “o tapete vermelho” para Manuela assumir seu lugar na vice após uma decisão da Justiça Eleitoral.

Já a deputada do PCdoB declarou que o “estagiário” está sendo avaliado para ser efetivado depois. “Por nós ele já está aprovado. Depois de seis meses, vira efetivado.”

Haddad lamentou que a aliança em torno da defesa do ex-presidente Lula não seja mais ampla. Manuela, por sua vez, disse que não tentará tirar votos de Ciro Gomes (PDT) ou Guilherme Boulos (PSOL), mas buscará os eleitores que estão sem candidato e desiludidos com a política.

Os dois definiram, conforme Maunuela, um pacto de não atacar o candidato Ciro Gomes, que vem tecendo críticas à estratégia do PT de insistir na candidatura de Lula e de trabalhar para isolá-lo na disputa. Os dois reforçaram a ideia de unir a esquerda em um eventual segundo turno das eleições.

Vaquinha

Manuela D’Ávila declarou ter arrecado R$ 45 mil através do financiamento coletivo na internet. Ela disse que usou parte do dinheiro para bancar custos de sua pré-campanha e que ainda poderá usar sobras para fazer sua campanha como candidata a vice.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O