Brasil

Em meio a polêmica, desembargador do TJ-SC pede licença médica

O desembargador Eduardo Gallo apresentou nesta terça-feira (8) um pedido de licença médica, de pelo menos 30 dias, ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC). A solicitação prevê o afastamento para o tratamento de problemas cardíacos. Segundo o advogado do desembargador, Nilton Macedo Machado, Gallo passou dois dias internado para fazer exames por conta dos sintomas de oscilação da pressão arterial. Nos últimos dias, o desembargador foi alvo de uma denúncia feita pelo advogado Felisberto Córdova de suspeita de receber propina em troca de voto favorável em um processo. Até esta publicação o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, não confirmou o recebimento da solicitação.

Gallo foi notificado sobre a decisão dos desembargadores tomadas durante a reunião extraordinária a portas fechadas na tarde de segunda-feira (7). O TJ intimou o advogado Felisberto Córdova, que terá cinco dias para apresentar provas da denúncia que fez. O Conselho Nacional de Justiça está acompanhando a investigação e já pediu uma cópia do áudio da sessão onde o advogado fez a denúncia.

O desembargador Torres Marques, presidente do TJ-SC, prometeu celeridade à investigação dos fatos à ministra Cármen Lúcia, presidente do STF (Superior Tribunal Federal), e ao ministro João Otávio de Noronha, corregedor-nacional de Justiça.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O