Política

Deputado preso será diplomado algemado e sob escolta policial em Aracaju

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o deputado federal e sindicalista Valdevan de Souza (PSC-SE), que está preso, a comparecer à cerimônia de diplomação dos eleitos, nesta segunda-feira(17), em Aracaju, algemado e sob escolta policial. Ele é conhecido por “Valdemar Noventa”.

Valdevan Noventa está preso acusado de fraudar sua prestação de contas à Justiça Eleitoral, apresentando 80 supostas doações de um mesmo valor (R$1.050) em espécie à sua campanha eleitoral, interpretadas como contribuições simuladas.

Também acusado de violência, ameaças a testemunhas e ligações com a quadrilha que controla presídios em diversos Estados, o deputado eleito foi acolhido no PSC pelo deputado André Moura (SE), líder do governo Michel Temer no Congresso.

Noventa aparece foi acusado também até de assassinatos nas brigas pelo domínio do Sindicatos dos Motoristas de Ônibus de São Paulo. Ele também assumiu uma cooperativa de perueiros em Taboão da Serra, onde se tornou vereador pelo PV e, mais tarde, foi investigado pela Polícia Civil por suspeita de lavar dinheiro do tráfico de Paraisópolis nas lotações da cidade, além de ligação com a facção criminosa que atua nos presídios.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O