Brasileirão Série A

Corinthians e Internacional ficam no empate

Corinthians e Internacional ficaram no empate em 1 a 1 na tarde deste domingo, em Itaquera, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, e quem comemorou foi o São Paulo. O resultado impediu o Colorado de ultrapassar o Tricolor do Morumbi na liderança do Brasileirão – o time de Odair Hellmann foi a 50 pontos, um a menos do que o São Paulo, que havia tropeçado no América-MG (empate em 1 a 1) na véspera. O Corinthians, por sua vez, segue nomeio da tabela, a oito pontos da zona de classificação para a Libertadores. Leandro Damião, impedido, fez o gol do Inter no fim da etapa inicial. Douglas empatou para o Corinthians no começo do segundo tempo.

Os dois gols foram em lances de bola parada. O do Inter, no fim do primeiro tempo, gerou muita reclamação dos corintianos – Leandro Damião estava em posição de impedimento ao receber o lançamento de Edenílson. O gol do Corinthians veio no início da etapa final, com Douglas pegando rebote de cabeçada de Romero.

Histórico de erros de arbitragem – Corinthians e Internacional possuem um longo histórico de polêmicas envolvendo a arbitragem. Tudo começou em2005, quando o árbitro Márcio Rezende de Freitas não marcou um pênalti claro do goleiro Fábio Costa no volante Tinga, no Pacaembu, pelo Brasileirão – o jogador ainda foi expulso por simulação. Quatro anos depois, o Inter reclamou muito de uma irregularidade no gol marcado por Ronaldo, no primeiro jogo das finais da Copa do Brasil. Antes do segundo jogo, o então presidente colorado, Fernando Carvalho, enviou à CBF um DVD com supostos erros que favoreceram o Timão – os paulistas ficaram com o título mesmo assim. A atitude aumentou ainda mais a rivalidade entre os clubes e desencadeou uma série de provocações de ambos os lados, principalmente nas redes sociais. Em 2016, também em Itaquera, o Corinthians venceu por 1 a 0 com um gol de pênalti em lance polêmico, contribuindo diretamente para o rebaixamento do Inter. Neste domingo, no gol de Damião, o erro da arbitragem favoreceu o Inter.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians volta a jogar no sábado, diante do América-MG, em Belo Horizonte, às 19h. Já o Inter recebe o Vitória no domingo, às 16h, no Beira-Rio. Antes, o Corinthians joga pela Copa do Brasil contra o Flamengo, quarta-feira, em Itaquera, na partida de volta das semifinais (houve empate em 0 a 0 na ida).

O Corinthians começou mais ligado e quase abriu o placar no primeiro lance, com Douglas aproveitando vacilo coletivo da zaga do Inter. O Timão continuou sendo melhor pelo menos até a marca dos 20 minutos. Foi quando o Inter acordou. Do banco, o técnico Odair Hellmann deu a ordem para tocar mais a bola e aproximar as linhas. O Colorado, que tinha 44% da posse, começou a ficar mais com a bola e, aos poucos, foi se aproximando do gol. Acabou abrindo o placar no último lance: em cobrança de falta lateral, Edenilson alçou na área, e Leandro Damião apareceu livre para mandar para o gol de Cássio. Na opinião do comentarista Caio Ribeiro, a posição do centroavante do Inter era irregular.

Depois de muita reclamação contra a arbitragem no intervalo, o Corinthians começou a etapa final a mil por hora e chegou ao empate aos quatro minutos: Jadson bateu escanteio, Romero cabeceou na trave e Douglas, sozinho, pegou o rebote para fazer seu primeiro gol com a camisa do Timão. O Inter demorou a se recuperar, e o Corinthians pressionou em busca da virada. Mas as duas defesas prevaleceram frente a ataques pouco inspirados.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O