Justiça

Conta cara: Justiça determina que Anitta deposite R$ 1,2 milhão em juízo

Valor ficará retido até que sejam julgadas todas as ações envolvendo a cantora e sua ex-empresária, Kamilla Fialho.

Anitta terá que depositar 1.282.747,61 reais em conta judicial como garantia da ação de cobrança movida por sua ex-empresária, Kamilla Fialho, da K2L Empreendimentos Artísticos. A decisão é da juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro, da 6ª Vara Cível da Barra da Tijuca.

O valor ficará retido até que sejam julgadas todas as ações envolvendo Anitta e Kamilla, que deixaram de trabalhar juntas, por decisão da cantora, em 2014. Segundo apuração da perícia judicial, o valor da multa contratual devido por Anitta é de 9.646.222,07 reais. Em julho de 2015, a cantora já fez um depósito judicial no valor de 3 milhões de reais – 4.222.249,81 reais em valores atualizados. Anitta, por sua vez, acusa a antiga agente de ter desviado 2.479.301,00 reais, ou 4.146.224,65 reais em números atualizados.

O valor que Anitta terá que depositar agora é a diferença entre o que ela deveria, por causa da multa contratual, menos o que ela já depositou e o que ela acusa Kamilla de ter desviado. Procurada, a assessoria de imprensa da cantora não se pronunciou sobre o assunto até a publicação desta nota.

Anitta anunciou o rompimento do contrato com a K2L em 2014, quando ela abriu a própria empresa para cuidar de sua carreira, a Rodamoinho Produções Artísticas. Anitta e Kamilla trabalhavam juntas desde 2012 e pareciam manter uma relação também de amizade. Em entrevista a VEJA em 2015, Kamilla Fialho afirmou que a cantora “pisa em quem for para chegar aonde quer”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O