Libertadores

Com goleada ontem, o Grêmio já está na semi da Libertadores

O Grêmio confirmou classificação à semifinal da Libertadores 2018 em grande estilo. Nesta terça-feira (2), o time gaúcho fez 4 a 0 em cima do Atlético Tucumán (ARG), em Porto Alegre. No jogo de ida, a equipe de Renato já havia vencido por 2 a 0. Agora, o adversário é o River Plate, que eliminou o Independiente.

A vitória do Grêmio veio com os gols de Luan, Cícero, Alisson e Jael. Dois deles foram de pênalti, mas com bola rolando o time criou muito.

Ainda no primeiro tempo, o Grêmio superou pressão alta do Tucumán e ainda viu o goleiro Lucchetti ser expulso com auxílio do VAR. Na etapa final, o domínio virou atropelo. Nem a ausência de Léo Moura, que fez o time gaúcho atuar com 10, pesou.

Os confrontos entre Grêmio e River Plate ainda terão datas confirmadas pela Conmebol, mas devem ocorrer nos dias 24 de outubro e 1º de novembro. O jogo de ida será em Buenos Aires e a partida de volta em Porto Alegre.

O destaque da vitória gremista foi Luan. O meia-atacante distribuiu passes, marcou um gol e deu assistência para outro. No decorrer do jogo, ainda aplicou chapéu e caneta em marcadores. Mostrou nível parecido com aquele de 2017, quando era o principal jogador do Grêmio.

A escalação inédita do Grêmio (Ramiro foi vetado pelos médicos e se juntou a Maicon, suspenso, como desfalque) cobrou seu preço. Com um meio-campo mais leve e sem tanto poder de marcação, o Grêmio precisou de alguns minutos para se encaixar. Matheus Henrique trocou de companhia rapidamente. Thaciano foi adiantado e Cícero recuado. Com isso, o setor melhorou e reduziu espaços. Também elevou o poder de fogo.

A estratégia do Atlético Tucumán era clara: tentar um gol cedo para mudar o cenário. Foram mais de cinco chutes de média e longa distância na arrancada do jogo. O time argentino explorou a adaptação do Grêmio para apertar e criar. Mas sempre com chutes fortes de longe.

Antes dos 20 minutos, o Grêmio já estava no jogo como de costume. A velocidade de Everton, primeiro em passe de Luan e depois em lançamento longo de Cícero, levou o time à frente. O gol chegou apenas aos 36 minutos e com outro fundamento: cruzamento de Léo Moura que foi escorado por Thaciano e finalizado por Luan.

E ainda houve tempo para o Grêmi ampliar em cobrança de pênalti de Cícero, aos 44min, em jogada que culminou com a expulsão do goleiro Lucchetti.

A vantagem numérica e superioridade técnica fizeram o jogo ficar com cara de treino na etapa final. O Tucumán não se fechou e o Grêmio agradeceu aos espaços concedidos.

Alisson fez o terceiro gol, aos 7min, após boa trama do ataque e assistência de Luan. Na jogada, um defensor do Tucumán tirou o perigo em cima da linha, mas a bola bateu no goleiro e entrou.

O time gaúcho ainda teve oportunidades incríveis. Em uma delas, chegou a ter quatro jogadores contra apenas um marcador. Mas só nos acréscimos conseguiu transformar o placar em goleada. Jael cobrou pênalti e fechou o placar.

GRÊMIO

Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann (Paulo Miranda), Bruno Cortez; Matheus Henrique, Cícero, Alisson (Douglas), Thaciano, Everton (Jael); Luan. T.: Renato Gaúcho

ATLÉTICO TUCUMÁN

Lucchetti; San Román, Cabral, Lamas (Patrón), Abero; Acosta, Mercier, Aliendro, David Barbona (Alejandro Sanchez); Rodríguez, Leandro Díaz (Leyes). T.: Ricardo ZielinskiEstádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Juiz: Roberto Tobar (CHI)

Cartão vermelho: Lucchetti (Tucumán)

Gols: Luan, aos 36min, e Cícero, aos 44min do primeiro tempo, Alisson, aos 7min, e Jael, aos 46min do segundo tempo

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O