Futebol

Clássico emocionante, Flamengo bate Fluminense e vai à final da Taça Guanabara

O clássico foi emocionante no Maracanã. O Flamengo abriu 3 a 0 sobre o Fluminense com o futebol envolvente do ano passado, viu o arquirrival marcar duas vezes, mas se segurou e garantiu vaga na final da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, com uma vitória por 3 a 2.

O adversário da decisão no dia 22 de fevereiro será conhecido no domingo, quando Boavista e Volta Redonda se enfrentam em Bacaxá.

GOLS RÁPIDOS – A vantagem do empate do Fluminense foi pulverizada pelo Flamengo com apenas dois minutos. Arrascaeta cobrou escanteio curto para Filipe Luís, que devolveu. O uruguaio levantou na área, Muriel saiu mal e Bruno Henrique tocou de cabeça. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

O gol cedo não diminuiu o ímpeto do Flamengo. A equipe de Jorge Jesus seguiu com uma marcação pressionada como fez durante todo o ano passado, forçando os erros do Fluminense. E foi assim que Gabriel ampliou. Aos 8 minutos, Wellington Silva deu um passe para trás, Henrique deixou passar e o atacante aproveitou para avançar, entrar na área e tocar na saída de Muriel.

Filipe Luís é abraçado após seu 1.º gol pelo Flamengo

Filipe Luís é abraçado após seu 1.º gol pelo Flamengo

 

SEM ESPAÇO – O Fluminense tentava se encontrar em campo, mas o Flamengo não dava espaço. A equipe de Odair Hellmann até melhorou um pouco depois da parada técnica para hidratação, aos 25 minutos. Mesmo assim não era suficiente para levar real perigo ao gol de Diego Alves. A única defesa do goleiro foi em uma cabeçada fácil de Evanilson.

O futebol ensina que não é permitido falhar. Evanilson perdeu uma chance de diminuir no primeiro minuto do segundo tempo e, aos 4, o Flamengo ampliou. Gabriel recebeu de Bruno Henrique na área e tocou de letra para Filipe Luís, que acertou um belo chute, no canto de Muriel. Foi o primeiro gol do lateral-esquerdo pelo clube.

MUDANÇA E GOLS – Apesar de inferior ao rival e com enorme desvantagem no placar, o Fluminense aproveitou uma falta para diminuir, aos 15 minutos, e colocar emoção no jogo. Em jogada ensaiada pelo lado direito, Nenê colocou bola na área, Yuri tocou de cabeça e Luccas Claro, também em uma cabeçada da marca do pênalti, superou Diego Alves.

O segundo gol do Fluminense saiu aos 24 minutos. Pacheco foi lançado pela direita, saiu da bola e ela sobrou para Gilberto. O lateral-direito cruzou e, após confusão, Evanilson finalizou para marcar. O lance passou por revisão do árbitro de vídeo e foi confirmado.

VAR EM TRES LANCES – O VAR foi acionado em mais três lances do Fluminense. Aos 38 minutos, Pacheco marcou, mas estava impedido. Pouco depois, outra vez o peruano reclamou de um pênalti de Gustavo Henrique. Foi apontada posição irregular. Por fim, aos 54, Caio Paulista marcou, mas o gol foi anulado por impedimento

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O