Notícias

Avião que caiu com Gabriel Diniz não tinha licença para voo comercial

O avião bimotor que transportava o cantor sertanejo Gabriel Diniz e caiu nesta segunda-feira (27/05/2019), em Sergipe, não tinha autorização para realizar voos comerciais, de acordo uma pesquisa no site da Agência Nacional de  Aviação Civil (Anac). A Anac afirmou que enviará uma nota sobre a situação.

A aeronave pertence ao Aeroclube de Alagoas, cujo dono é  Denisson Eduardo De Mello Flores, e tinha autorização apenas para voos de instrução. A reportagem tentou, mas não conseguiu contato com o proprietário.

O Corpo de Bombeiros Militar do estado foi acionado para prestar socorro no povoado do Porto do Mato, na cidade de Estância, onde ocorreu a queda. A assessoria do cantor confirmou que ele estava no voo.

Três corpos foram encontrados próximos ao avião. O Grupamento Tático Aéreo sobrevoa a região. Ainda não se sabe a causa do acidente.

Acidente – O cantor Gabriel Diniz, que estourou no Carnaval deste ano com hit Jennifer, morreu na queda de um bimotor nesta segunda-feira (27/05/2019). A aeronave caiu no povoado do Mato, em Estância (SE), na região Sul do estado. Outras duas pessoas morreram no acidente.

O cantor realizou, nesse último fim de semana, show na cidade de Feira de Santana, na Bahia. Imagens da apresentação foram publicadas no Stories do artista.

Gabriel Diniz virou uma das sensações da música brasileira com a música Jenifer, que conta com 231,9 milhões de visualizações do YouTube. O artista se destacou pela mistura do sertanejo com o forró.

Jennifer, música que o alçou ao estrelado, foi composta em Goiânia, por Allef Rodrigues, Fred Wilian, João Palá, Junior Avelar, Junior Bolo, Leo Sousa, Thales Gui e Thawan Alves. A faixa chegou a ser desprezada pelo sertanejo Gusttavo Lima.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O