Educação/Cultura

Artesãs paraibanas participam da Feira de Economia Solidária

SEPPM_feira_mulheresempreendedoras_foto_dayseeuzebio_70Nesta sexta-feira (5) e sábado (6), acontece em João Pessoa a Feira de Economia Solidária, um evento que faz parte do 2º Fórum Brasileiro de Direitos Humanos e Saúde Mental. Oitenta e nove grupos de artesãs, sendo que 35 grupos são ligados a Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), participam do evento através da exposição dos seus produtos. A feira será montada na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e funcionará das 8h às 18h.

A Feira de Economia Solidária está sendo organizada pela Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme), Fórum de Economia Solidária Estadual, Secretaria de Estado Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária e Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM) de João Pessoa. Além das artesãs paraibanas, grupo de catadoras de João Pessoa e de outras cidades do interior, estão confirmadas as presenças de grupos dos estados de Goiás, São Paulo, Sergipe e Ceará.

A Feira de Economia Solidária também terá na sua programação apresentações culturais e oficinas. Na programação estão confirmados os grupos Batucaps, Toque de Samba, e As Calungas, além de um Sarau poético e uma vivência com grafite. No caso das oficinas, serão oferecidos os seguintes cursos: Peso de porta, Bonecos, Caneca de quenga de coco, e Filtro dos sonhos.

No último dia do evento, às 16h, será feita uma Assembleia Geral e uma Plenária de encerramento, uma oportunidade para os artesãos falarem sobre sustentabilidade, suas problemáticas e futuros projetos.

Para a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Giucélia Figueiredo, a realização do Fórum em João Pessoa é de grande importância, e a proposta de fazer a Feira no mesmo ambiente deve ser destacada. “O Fórum terá como tema o ‘Direito às Diversidades: Cidades, Territórios e Cidadania’, teremos palestrantes nacionais e internacionais e participantes de todo o Brasil. Com este cenário, durante dois dias, acontece uma grande Feira com produtos que dialogam com a economia solidária. Essa será uma boa oportunidade para que as artesãs troquem experiências e divulguem o trabalho feito por elas”.

Também estão apoiando a Feira de Economia Solidária, o Governo Federal, Centro de Referência em Direitos Humanos (CRDH/UFPB), Fio Cruz, Gostinho do Sertão, Sindicato dos psicólogos de São Paulo, Rede de Saúde Mental e Economia Solidária, Fórum Paraibano de Economia Solidária, Organização Pan-Americana da Saúde, Fórum Brasileiro de Economia Solidária, Incubadora de Empreendimentos Solidários (Incubes), Loucura e Cidadania – Grupo de Pesquisa e Extensão, Conselho Federal de Psicologia, Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), Associação Brasileira de Redução de Danos ( Aborda), Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa, Extensão e Ensino em Economia Solidária e Educação Popular (Nuplar), Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e Federação Nacional de Psicologia (Fenapsi).

Sobre o Fórum – O 2º Fórum de Direitos Humanos e Saúde Mental começou no dia 4 e vai até sábado (6), na Universidade Federal da Paraíba, e será um importante espaço de reflexão e de pactuação de ações que visem mobilizar diversos atores sociais para questionar e lutar contra os discursos de ódio e de intolerância e a crescente monopolização das cidades em favor do lucro e da exclusão social.

Organizado pelo organizado pela Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme), o evento terá como tema “Direito às Diversidades: Cidades, Territórios e Cidadania”, e irá problematizar as violações de Direitos Humanos das diferentes formas de viver as cidades.

Redação com PMJP.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O