Crime

A superintendência dos Correios na Paraíba informou neste sábado (17) que desconhece o suposto furto da munição usado no assassinato da vereadora

Na sexta-feira (16), o ministro Raul Jungmann (Segurança pública) afirmou que as balas, que pertenciam à Polícia Federal, haviam sido furtadas da sede dos Correios no Estado em 2006.

“A Superintendência dos Correios na Paraíba não tem conhecimento sobre o suposto furto de carga pertencente à Polícia Federal. Estamos disponíveis para fazer tudo que estiver ao nosso alcance para ajudar a elucidar esse crime, na parte que nos couber”, informou o órgão.

Procurada, a Superintendência da Polícia Federal na Paraíba não atendeu às ligações da reportagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

G1

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O