Em João Pessoa

A revolta dos moradores do Porto do Capim com a Prefeitura de João Pessoa-Pb

Moradores da comunidade do Porto do Capim denunciam que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está derrubando as casas e deixando o lixo para obrigar as pessoas que não querem sair a se retirarem do local.

Os moradores acusam o prefeito Luciano Cartaxo de promover terrorismo institucional contra a população da comunidade do Porto do Capim e de violência contra o meio ambiente.

Carros da Guarda Municipal, da Prefeitura, com equipamentos como motoserra estão no local na manhã de hoje e as lideranças dos moradores que resistem a deixar suas casas tentam evitar que a Prefeitura continue com a ação, que eles classificam de ataque, de desocupação da área.

Os moradores denunciam que a Prefeitura está derrubando o mangue.

A área está sendo desocupada para construção do Parque Sanhauá, mas algumas famílias ribeirinhas não aceitam deixar o local, onde vivem há dezenas de anos.

Lideranças do movimento querem que a Prefeitura reveja a desocupação.

De acordo com a Prefeitura Municipal de João Pessoa, a retirada das famílias faz parte das ações necessárias para dar prosseguimento ao projeto de revitalização da área que será transformada em um espaço de convivência para a população pessoense.

Segundo a Prefeitura de João Pessoa, o local não oferece condições de habitabilidade para as pessoas ali instaladas e o local é uma APA (Área de Proteção Ambiental) e seu uso prioriza o desenvolvimento sustentável.

 

 

 

com parlamento pb

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

T O P O